Pedra do Pontilhão

Um cenário atípico forma a composição paisagística da Pedra do Pontilhão. Foto Oswaldo Baldin.

 

Este é um lugar em que a junção de diversos elementos compõe um cenário de grande beleza paisagística: a travessia do túnel do trem, a saída em que se depara, do outro lado, com um pontilhão, o Rio Jucu que segue pelas curvas do fundo do vale e a Pedra do Pontilhão (ou Pedra do Vento), que sobe do leito do rio, tornam este lugar muito especial e frequentado por caminhantes e escaladores.

 

A “Luz no Fim do Túnel” é uma das clássicas vias tradicionais do ES. Foto Oswaldo Baldin.

 

Uma das nossas possibilidades de escaladas na Pedra do Pontilhão acontece pela “Luz no Fim do Túnel, 5º Vsup E2 D1, 140 metros“, a primeira via conquistada no local (2008), e que se tornou uma das vias tradicionais mais repetidas do ES. É dividida em três enfiadas, possuindo a predominância de agarras, mas existem alguns lances em aderência. É iniciada às margens do Rio Jucu, sendo necessário rapelar a primeira enfiada para acessar sua base. Ao final da parede se tem um visual incrível da bela paisagem, e é onde encontra-se o livro de cume, para você registrar sua experiência nessa clássica escalada capixaba.

 

A via “Era o Que Faltava” é direcionada também para iniciantes. Foto Arquivo Planeta Vertical.

 

Outra possibilidade é pela via “Era o Que Faltava, IVsup E2, 60 metros“, aberta em 2018, segue por uma parede menor e paralela a da via anterior, e que possibilita um outro visual do incrível cenário do local. A via mescla passadas em agarras e aderência, tem uma primeira metade tranquila e a segunda mais técnica. Para acessar sua base se faz necessário um rapel de 20 metros ao lado do pontilhão, onde deixamos uma corda fixa para o retorno. Essa é uma via que pode ser escalada também por quem ainda nunca escalou e deseja ter uma primeira experiência com a escalada num lugar bonito e reservado.

 

Escaladas na sombra no período da tarde. Foto Oswaldo Baldin.

 

  • Localização: Domingos Martins (30 km de Vitória).
  • Duração: As escaladas variam de 02 a 04 horas. O melhor horário para a escalada se dá no período da tarde, que é quando a parede fica na sombra. O encontro para a saída pode ser próximo à rodoviária de Vitória às 12 horas, ou à combinar. A aproximação é fácil e agradável, caminhando por cerca de 20 minutos pelo trilho do trem, passando por um belo bambuzal e atravessando o túnel. 
  • Valor: Via “Luz no Fim do Túnel”, R$ 250,00 para 1 pessoa ou R$ 450,00 para 2 pessoas. Via “Era o Que Faltava”, R$ 200,00 para 1 pessoa ou R$ 360,00 para 2 pessoas.
  • Observações: Você deverá levar seu kit individual de equipamentos de escalada (cadeirinha, sapatilha, capacete, fita solteira, 2 cordeletes, 4 mosquetões com trava e ATC, e mais lanterna de cabeça e anoraque), mas se não tiver algum dos itens podemos disponibilizar sem custo adicional. Todos os valores mencionados acima correspondem ao guia viajando no carro do participante a partir de Vitória e sem custo, caso o participante não possua transporte próprio, deve-se adicionar mais R$ 40,00 (ou R$ 20,00 para cada participante) para ir no carro do guia. Se você está em um grupo com mais de 2 pessoas, descontos adicionais podem ser aplicados, entre contato conosco para mais informações.

 

 

Para maiores informações e agendamento entre em contato conosco através do whatzapp (27-99720-8603) ou preencha o formulário abaixo.

Voltar

Deixe um comentário


})